Portal AEDA

FGTS → Saiba Como Investi-lo!

O FGTS, fundo de garantia do tempo de serviço, é um assunto que tem sido muito comentado nos últimos meses por todos os brasileiros.

Desde que o governo liberou o saque de contas congeladas, e também por conta da iminência dessa liberação novamente.

Dessa forma, é bom se preparar e saber bem como investir esse dinheiro, para não acabar gastando sem necessidade.

Se você foi demitido sem justa causa ou está se aposentando, também pode aproveitar para conhecer as melhores opções para fazer seu FGTS render muito mais.

Por isso, separamos algumas dicas e informações para ajudá-los financeiramente, confira:

Mitos sobre investimentos

Existem muitos mitos que rondam o mundo das aplicações financeiras, muita gente ainda acredita que investir requer muito conhecimento ou dinheiro.

As principais frases que escutamos são:

  • Investimento é coisa para rico;
  • Investir em ações é muito arriscado;
  • Tenho pouco dinheiro guardado, não vale a pena;
  • É necessário ter muito conhecimento sobre o mundo financeiro;
  • Investindo não posso mais contar com esse dinheiro por um longo período.

Engana-se quem acha que para investir é preciso ser rico, a estratégia é sempre usar qualquer dinheiro que sobrar no mês.

Inclusive torna-se indispensável, rever os gastos para fazer sobrar mais dinheiro.

Caso você não tenha nenhuma noção sobre investimentos basta procurar o gerente do seu banco que ele irá orientá-lo sobre as melhores opções para você.

Existem investimento que realmente exigem que seu dinheiro fique aplicado por um tempo determinado, mas existem opções que oferecem retorno com tempo menor.

Curto prazo

Os investimentos de curto prazo, permitem a retirada do valor em poucos meses. Sendo muito indicadas para quem está começando no mundo dos negócios.

O Tesouro Selic é uma opção de rendimento fixado e que permite que você retire o dinheiro quando precisar, isso dá segurança para usar a quantia em casos de emergência.

Existem opções mais rentáveis como o CDi e a LCA e LCI, todos oferecem rendimentos um pouco maiores por exigirem um tempo de investimento maior.

Todas essas opções oferecem rendimentos fixos e razoavelmente baixos, mas acima da poupança e é uma maneira de deixar seu dinheiro rendendo e evitar gastos inúteis.

Médio prazo

É considerado um investimento de médio prazo aquele que precisa em que o dinheiro precisa ficar retido de 1 a 4 anos para receber os lucros.

Nesse caso, as melhores opções são CDB, LCA e LCI que oferecem maior rendimento por maior tempo de investimento.

Essas opções o rendimento é maior que os oferecidos pelo Tesouro direto e ainda estão assegurados pelo FGC (Fundo de Garantia de Crédito).

Lembre-se, que qualquer aplicação de até 250.000,00 está assegurado por esse fundo em caso de falência do banco onde o dinheiro for aplicado.

É recomendado escolher bancos menores para que os rendimentos sejam maiores.

Pois, bancos muito grandes como o Banco do Brasil ou Caixa econômica Federal, oferecem rendimentos menores pois há maior segurança para o seu capital financeiro.

Longo prazo

Os investimentos que tem duração de mais de 4 anos são chamados de investimentos de longo prazo.

Na maioria dos casos, eles são recomendados para quem deseja criar um patrimônio futuro ou tem uma quantia significativa que não pretende gastar.

Sendo assim, qualquer aplicação que acompanhe a taxa da inflação é a melhor opção, os rendimento são muito mais altos e seu patrimônio é assegurado pela inflação.

O Tesouro IPCA+ é a opção mais recomendada para esse tipo de investimento pois tem ainda a garantia do tesouro nacional e não corre riscos de perdas.